Segunda-feira, 06 de Julho de 2020

Brasil
Publicada em 24/06/20 às 11:27h - 4103 visualizações
Nuvem de gafanhotos que está na Argentina se aproxima do Brasil

Jornal Folha da Cidade


 (Foto: Jornal Folha da Cidade)
Devido ao ventos e as altas temperaturas, insetos estão se deslocando com rapidez

Uma nuvem de gafanhotos que teve início de registros no Paraguai, no dia 17 de junho, está na Argentina e pode chegar no Brasil nas próximas horas. A informação foi confirmada pelo Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agro-Alimentar (Senasa), do governo argentino, que emitiu um alerta de perigo para a região da fronteira com o Rio Grande do Sul. 

De acordo com a pasta, a nuvem de gafanhotos avançou pelo Rio Paraná até a província de Corrientes, na Argentina. Pelo alerta da Senasa, a cidade de Entre Rios, no oeste do Rio Grande do Sul, pode ser afetada. Além dela, outros municípios da região e do oeste de Santa Catarina também estão ameaçados. Confira o mapa de alerta do governo argentino

Nuvem de gafanhotos se aproxima do Brasil

As imagens da nuvem de gafanhotos na Argentina são assustadoras. Milhões de insetos tomaram conta de áreas agrícolas do país e avançam com velocidade, devido às altas temperaturas e ao vento. Por onde passam, os insetos deixam a marca da destruição.

Na região nordeste da Argentina, as províncias de Santa Fé, Formosa e Chaco, que possuem produção de cana-de-açúcar e mandioca, foram as mais atingidas. A densidade da nuvem de gafanhotos, que pode atingir o Brasil, é de aproximadamente 40 milhões de insetos por quilômetro quadrado. Segundo informações do agrônomo Héctor Medina, em entrevista à agência Reuters, este volume é capaz de consumir em um dia a mesma quantidade que duas mil vacas.

Gafanhotos também estiveram na China

Em fevereiro deste ano, uma nuvem de gafanhotos se aproximou da fronteira da China pelo Paquistão, onde os insetos causaram a pior infestação das últimas duas décadas. O país chegou a declarar uma emergência nacional por causa dos enxames no início de fevereiro.

Para combater os gafanhotos, os países utilizaram métodos diferentes. A Índia enviou drones para pulverizar os insetos no céu. Uganda tentou exterminá-los por terra, usando 2 mil soldados para borrifar inseticida. Já a China enviou um “exército” de 100 mil patos para combater a nuvem de 400 bilhões de gafanhotos, segundo a emissora estatal CGTN.

Fonte: RICMAIS



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Enquete
Qual dessas Redes Sociais você acessa?

 Instagram
 Youtube
 Facebook
 Twitter

Publicidade Lateral
Garota da Edição
Ingrid Muracami
Cidade: Curitiba
(41)9 8481 9471

Pedido Musica

  • Luana
    Cidade: Piraquara
    Música: Ninguém explica Deus
  • Leandro da Silva
    Cidade: Pinhais
    Música: Alisson e Neide Sinceridade para toda minha familia
  • Marcela Fritz
    Cidade: Pinhais
    Música: Quero a musica Jó
  • Cristiano
    Cidade: Pinhais
    Música: Escudo
  • Patricia Puerta
    Cidade: Curitiba
    Música: Davi Sacer Lugar Santo dos SAntos...
  • Tony Silva
    Cidade: Brasil
    Música: Sunday Bloody Sunday
Bate Papo

Digite seu NOME:


Estatísticas
Visitas: 2147483647 Usuários Online: 155


Fan Page

Parceiros




Copyright (c) 2020 - Jornal Folha da Cidade - Todos os direitos reservados